Transtorno Bipolar e Relacionamentos

Os sintomas mais comuns do transtorno afetivo bipolar são as oscilações repentinas de humor, levando a pessoa do estado eufórico (mania) a um estado depressivo. A intensidade do quadro pode variar de leve a grave.

Essas oscilações afetam consideravelmente a capacidade de adaptação de uma pessoa que sofre com essa doença. A instabilidade emocional pode levar alguém com esse transtorno a se ressentir de relacionamentos afetivos.

Por esse motivo a combinação entre relacionamentos e transtorno bipolar pode ser complicada. Afinal, pode ser muito difícil para alguém ter um relacionamento com alguém que experimenta mudanças drásticas de humor.

Manter um relacionamento sério requer conhecimento um do outro, compreensão, flexibilidade e também certa estabilidade. Relacionar-se com alguém que experimenta episódios maníacos e depressivos pode ser um obstáculo no caminho dos relacionamentos.

Neste artigo você verá como o transtorno bipolar condiciona o círculo social da pessoa que sofre com ele.

O transtorno afetivo bipolar

As pessoas erroneamente se referem a mudanças em suas opiniões, pensamentos e sentimentos como traços bipolares. Ou seja, acredita-se que estar feliz em um dia e triste no outro é ser “bipolar”.

O transtorno bipolar não é mudanças de opinião a respeito de algo.

Não, não é nada disso. Uma série de criteriosos requisitos deve ser atendida para que uma pessoa seja diagnosticada como portadora do transtorno bipolar.

Para ter o transtorno bipolar, você precisa experimentar episódios de euforia em que você exibe comportamentos impulsivos. Estes comportamentos podem envolver grandes gastos, planos radicais ou mesmo fazer mudanças radicais nos planos já existentes.

Além disso, você tem que passar por episódios depressivos também. Se você quiser saber mais pode ler nosso artigo sobre o transtorno afetivo bipolar aqui no blog.

Resumindo: ser muito feliz em um dia e muito triste no dia seguinte não significa que uma pessoa é bipolar. A maioria das pessoas exibe alterações de humor ou personalidade com frequência. Isso não significa necessariamente que eles estejam mentalmente desequilibrados.

Os Relacionamentos e o Transtorno Bipolar

Como já foi dito, relacionamento e transtorno bipolar pode ser uma combinação complicada. No entanto é possível que pessoas que sofrem deste transtorno levem uma vida perfeitamente normal, quando o distúrbio é controlado e a pessoa está estável.

Anúncio

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Nós supomos que você está de acordo com isso, mas você pode sair, se desejar. Aceitar Leia Mais