Transtorno de Personalidade Antissocial

É muito comum ouvirmos as pessoas dizerem que alguém “é antissocial”, querendo dizer que a pessoa “não se mistura” às outras, que não gosta de eventos sociais, que prefere se isolar.

Isso nos leva a crer, erroneamente, que quem sofre do transtorno de personalidade antissocial é uma pessoa que simplesmente não gosta de ter uma vida social.

No entanto, este transtorno não é nada disso. É importante que você conheça a doença, principalmente se você desconfia que você ou alguém conhecido sofra com esse transtorno, que você vai descobrir o que é agora.

O que é o Transtorno de Personalidade Antissocial

O transtorno de personalidade antissocial (TPAS), ou perturbação da personalidade antissocial, como também é chamado, é uma condição de saúde mental em que uma pessoa tem um comportamento padrão de longo prazo de manipulação, exploração ou violação dos direitos dos outros. Com frequência é um tipo de comportamento criminoso.

Como ocorre em outros transtornos de personalidade, este também causa sofrimento. Porém não só à quem sofre do problema, mas também às pessoas que estão à sua volta.

Este distúrbio é muito mais comum e mais aparente nos homens do que nas mulheres.

Características do transtorno

As pessoas que sofrem do transtorno de personalidade antissocial são enganadoras e intimidadoras nos relacionamentos, não seguem as normas da sociedade e não têm consideração pelos direitos dos outros.

Anúncio

Não é incomum que estas pessoas participem de atividades criminosas e, quando fazem isso, não se arrependem de seus atos ofensivos. Eles também podem ser imprudentes, impulsivos e algumas vezes violentos.

Em geral, estas pessoas só cumprem regras se forem ameaçadas com alguma punição, pois geralmente não dão importância para “jogar de acordo com as regas”.

Pessoas que sofrem do TPAS tem problemas em seguir regras.

Isso faz com que estas pessoas tenham uma tendência a explorar os outros, aproveitando-se de sua boa fé e boa vontade. Sentem-se indiferentes em relação às suas vítimas, podendo até desprezá-las.

Relacionamentos

Por ter pouca ou nenhuma capacidade de ter intimidade com outras pessoas, dificilmente quem sofre deste transtorno terá um relacionamento duradouro. No entanto, se isso acontecer, é provável que envolva algum grau de negligência ou mesmo de abuso.

Além disso, é bom saber que alguns que tem o transtorno de personalidade antissocial tem como objetivo prejudicar os outros, ou então ter prazer por enganá-los.

Note que estas pessoas muitas vezes podem ser encantadoras, pessoas de fácil trato. Isso porque podem ser bons atores e usar distorções e mentiras para manter os relacionamentos.

Alguns médicos acreditam que a personalidade psicopática (psicopatia) é o mesmo distúrbio. Outros acreditam que a personalidade psicopata é um distúrbio semelhante, porém mais grave.

Causas

O transtorno de personalidade antissocial ainda tem causa desconhecida. Porém acredita-se que fatores ambientais e genéticos contribuam para o desenvolvimento dessa condição, como o abuso infantil, por exemplo.

Pessoas com um pai alcoólatra ou antissocial tem maior risco de desenvolverem este transtorno.

Anúncio

A crueldade com os animais e o gosto pelo fogo durante a infância podem estar ligados ao desenvolvimento da personalidade antissocial.

Sintomas

Os sintomas de quem sofre com TPAS são poucos ou discretos. Ao invés de causar sofrimento somente à pessoa que sofre com o problema, eles causam mais angústia ou desconforto aos outros, dado seu comportamento socialmente inaceitável.

É comum uma pessoa que sofre do transtorno de personalidade antissocial ter problemas com as leis.

Porém eles tem algumas características que facilitam a identificação. Algumas destas características são as listadas abaixo:

  • Não costumam respeitar a lei e com frequência se comportam ilegalmente
  • São impulsivos e não fazem planos
  • Desconsideram a segurança, tanto deles como dos outros
  • São irresponsáveis
  • Mentem e enganam os outros
  • Não sentem remorso e não se preocupam com as pessoas que eles maltrataram, machucaram ou roubaram
  • Se envolvem em brigas e são agressivos
  • Muitas vezes são arrogantes
  • São capazes de serem charmosos e encantadores
  • São bons em manipular as emoções das outras pessoas, principalmente usando lisonjas para isso

Tratamento

É muito difícil tratar a perturbação da personalidade antissocial, pois não há evidencia de que algum tratamento específico tenha resultado em alguma melhora, mesmo a longo prazo.

Este motivo leva os médicos a se concentrarem em algum objetivo mais imediato, como evitar as consequências legais, por exemplo.

Se este transtorno for identificado em crianças, o tratamento deve começar o quanto antes, pois pode ajudar a diminuir os problemas sociais causados por esta doença.

Também podem ser utilizadas drogas para controlar outros problemas como a depressão, ansiedade ou mesmo a agressividade.

Portanto, a principal forma de tratamento utilizada é a terapia psicológica de longo prazo, assim como a terapia cognitivo-comportamental, como forma de tentar melhorar o quadro de agressões e impulsividade.

Conclusão

Dificilmente alguém com transtorno de personalidade antissocial reconhecerá que tem um problema e que precisa de tratamento. Porém, se você reconhecer um padrão de comportamento antissocial em alguém, pode tentar recomendar ou encorajar que a pessoa procure ajuda médica.

Infelizmente, em grande parte dos casos, eles só se submetem a um tratamento quando é imposto pela justiça.

Se você precisa entender melhor o problema para tentar ajudar alguém ou para saber como abordar a pessoa, procure um médico ou psicólogo. Somente eles poderão realmente ajudar.

Lembre-se também que muitas vezes os sintomas dos transtornos são parecidos com os sintomas de outros distúrbios. Portanto, sempre procure um profissional, só ele poderá diagnosticar corretamente.

Fontes

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Nós supomos que você está de acordo com isso, mas você pode sair, se desejar. Aceitar Leia Mais