O que é o TDAH e como lidar com ele7 min read

Ouça o artigo!

O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) foi assunto da moda por um bom tempo. Ainda é discutido principalmente ao se referir a crianças em idade escolar. Mas o que você sabe sobre o TDAH? Sabia que ele pode ocorrer em adultos também?

Ocasionalmente todos nós podemos ter dificuldade em ficar parados, prestar atenção em algo ou controlar algum comportamento impulsivo.

Mas, para alguns, isso é tão generalizado e persistente que chega a interferir em suas vidas, tanto no ambiente doméstico como nos ambientes acadêmico, social e de trabalho.

Muitas vezes as pessoas buscam tratamento por estarem tendo problemas de sono ou problemas de relacionamento. Acabam descobrindo que o problema real é o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade.

Neste artigo vamos explicar um pouco mais sobre este transtorno para que você entenda-o melhor. É importante manter-se informado, ainda mais hoje em dia em que todo mundo é “diagnosticado” como portador de TDAH. Coloquei diagnosticado entre aspas porque este diagnóstico muitas vezes é feito por pessoas leigas, não por profissionais da saúde.

Ao chegar no fim do artigo, não deixe de compartilhar!

O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade

O transtorno de hiperatividade e déficit de atenção é um distúrbio cerebral comum que causa dificuldade com concentração, impulsividade e/ou hiperatividade.

No cérebro de pessoas com TDAH existem diferenças nas partes que controlam a capacidade de planejar, organizar e se concentrar.

O TDAH é caracterizado por um padrão persistente de desatenção e/ou hiperactividade-impulsividade que interfere no funcionamento ou no desenvolvimento da pessoa.

Anúncio

Os sintomas de TDAH normalmente estão presentes desde a infância e podem ser considerados como leves, moderados ou graves, dependendo da quantidade de sintomas e do comprometimento funcional, ocupacional ou social.

Um dado interessante é que cerca de metade das crianças com TDAH continuam a ter problemas na idade adulta. Também pode acontecer do TDAH desaparecer na infância e só ser notado mais tarde, na vida adulta.

Menino sentado num gramado, meditando. A meditação pode ser benéfica para quem tem TDAH.
A meditação pode ser muito boa para quem sofre do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade.

Sintomas do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade

Uma criança com TDAH apresentará pelo menos seis sintomas de cada um desses dois grandes grupos: hiperatividade/impulsividade e desatenção.

Note que nem todas as crianças com TDAH apresentam os mesmos sintomas. Além disso, os sintomas devem estar interferindo na vida diária por pelo menos seis meses.

Conheça alguns dos sintomas do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade:

Hiperatividade

  • Agitação frequente e ficar se contorcendo
  • Falar demais
  • Parece estar constantemente em movimento
  • Dificuldade em ficar sentado

Impulsividade

  • Atua e fala sem pensar
  • Interrompe os outros com frequência
  • Não consegue esperar pelas coisas

Desatenção

  • Esquece as coisas
  • É desorganizado
  • É distraído com facilidade
  • Sonha acordado com frequência
  • Perde as coisas com frequência

Adultos com TDAH

Geralmente, os adultos só são diagnosticados com TDAH se houver evidências de que eles tiveram sintomas quando crianças.

Para os adultos, os sintomas de TDAH a serem observados são os seguintes:

  • começa as coisas e não termina
  • não considera as conseqüências de suas ações
  • interrompe outras pessoas
  • assume o que outra pessoa está fazendo
  • tem problemas com dinheiro
  • muda de emprego com frequência
  • usa drogas ou álcool
  • tem problemas de sono
  • tem um temperamento forte, ou seja irritável.

Uma informação importante: a pessoa não precisa ter todos esses sintomas para ser diagnosticado com TDAH. Os sintomas também devem estar presentes em mais de uma situação (por exemplo, no trabalho e em casa) e chegam a afetar a vida diária.

Algumas pessoas com TDAH podem apresentar sintomas de impulsividade.

Brinquedo spinner branco sobre uma superfície de madeira.
O spinner, que já foi febre entre crianças e adolescentes, era um brinquedo indicado para quem sofria com TDAH. Porém, segundo a Unicamp, não há nenhuma prova científica de que isto seja verdade.

Classificação dos Sintomas de TDAH

Os sintomas de TDAH geralmente são classificados em três subtipos. São eles:

Predominantemente desatento

Esse tipo de TDAH era anteriormente chamado de transtorno de déficit de atenção e é muito mais comum em meninas. Crianças com este tipo de TDAH não são excessivamente ativas. Como seus comportamentos geralmente não causam distúrbios na sala de aula ou em outras atividades da criança, é difícil diagnosticar crianças com esse tipo de atividade.

Predominantemente hiperativo/impulsivo

Essa é a forma menos comum de TDAH e geralmente afeta crianças mais novas. Embora as crianças com esse tipo de TDAH não tenham dificuldades em prestar atenção, elas apresentarão comportamentos impulsivos e hiperativos.

Combinado

O tipo mais comum do transtorno de défict de atenção e hiperatividade. As crianças com este tipo de TDAH exibirão sintomas de hiperatividade, impulsividade e desatenção.

Diagnóstico de TDAH

O diagnóstico do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade deve feito por um profissional de saúde mental (médico ou psicólogo).

Para chegar ao diagnóstico o profissional pode utilizar:

  • Testes de seu pensamento (testes psicológicos)
  • Uma entrevista com um parceiro, pai ou amigo próximo sobre o seu comportamento
  • Perguntas sobre sua infância
  • Um check-up físico que pode envolver o teste do seu coração, exames de sangue ou um exame do cérebro (se necessário)
  • Revisão de documentos como boletins das escolas que frequentou.

Muitas vezes, as pessoas com TDAH sentem-se bastante frustradas. Podem ficar ansiosas ou deprimidas por não conseguirem atingir seu pleno potencial.

Obtendo ajuda para o TDAH

A primeira coisa que deve fazer é consultar um médico. Um clínico geral pode avaliar seus sintomas e escrever um encaminhamento para consultar um psiquiatra ou psicólogo clínico, se necessário.

Como é o tratamento para o TDAH

O tratamento recomendado para adultos com TDAH envolve:

  • medicação
  • aprendizado sobre sua condição.
  • treinamento comportamental e coaching

Veremos cada um deles abaixo:

Medicação

A medicação estimulante é conhecida por ajudar pessoas com TDAH a se concentrar e completar suas tarefas. A medicação é usada para apoiar outras mudanças no seu estilo de vida e no comportamento.

Anúncio

Os dois principais medicamentos estimulantes usados ​​para o TDAH são o metilfenidato e a dexanfetamina. Esses medicamentos podem viciar, mas nas doses usadas para tratar o TDAH, geralmente isso não acontece.

Para quem não pode usar os estimulantes, há também um medicamento não estimulante, a atomoxetina.

Também podem ser prescritos outros medicamentos para ajudar com problemas de sono ou com outros sintomas.

Aprendizado sobre o TDAH

Aprender sobre o TDAH ajudará você a identificar seu próprio conjunto de sintomas e quais as melhores formas de gerenciá-los.

Treinamento comportamental e coaching

Terapia comportamental ou coaching de TDAH irá ajudar a pessoa a lidar com os sintomas do TDAH.

Isso geralmente envolve conselhos práticos sobre como organizar o seu trabalho ou a sua casa, como planejar com antecedência, com ter habilidades sociais e como trabalhar com seus pontos fortes.

Psicólogos com experiência em gestão de TDAH podem ser úteis.

Conclusão

Como visto, qualquer pessoa pode ter alguns dos sintomas dos TDAH. Porém, se os sintomas estão afetando sua vida diária, seu trabalho ou seu relacionamento, você deve procurar ajuda médica e psicológica.

Somente um médico ou psicólogo poderá ajudar com o TDAH. Nunca medique-se sem prescrição e sempre comunique seu médico sobre qualquer problema que esteja tendo com a medicação.

E você, tem ou conhece alguém com este problema? Conte-nos! Escreva seu comentário no formulário do fim da página!

Anúncio

Fontes

https://www.hopkinsmedicine.org/healthlibrary/conditions/mental_health_disorders/attention-deficit_hyperactivity_disorder_adhd_in_children_90,P02552
http://www.douglas.qc.ca/info/attention-deficit-disorder-causes-treatments
https://www.gosh.nhs.uk/conditions-and-treatments/conditions-we-treat/attention-deficit-hyperactivity-disorder-adhd



ATENÇÃO

As informações contidas neste artigo não se destinam a substituir o tratamento com um profissional da saúde qualificado (médico ou psicólogo). As informações devem ser usadas apenas como referência e não servem como aconselhamento médico. Se você está lutando contra algum tipo de transtorno do humor, recomendamos que procure um terapeuta experiente. A combinação de boa informação e terapia fornece a forma mais eficaz de tratamento.

Você também vai gostar:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.