Automutilação na adolescência, saiba como identificar e ajudar!

A automutilação na adolescência é um problema grave, que dificilmente vem à tona. Ela pode ser considerada um pedido de socorro para evitar o estopim do suicídio.

A adolescência pode ser o momento mais complicado da vida de uma pessoa. Alguns dos desafios enfrentados nesta fase da vida incluem as mudanças nos relacionamentos, mais trabalho na escola e mudanças no corpo.

Às vezes pode ser muito difícil lidar com os sentimentos originados nessas mudanças. Alguns adolescentes têm mais dificuldade para controlar seus sentimentos e acabam procurando atividades prejudiciais como beber e usar drogas ou, então, recorrem à automutilação, também conhecida como cutting (cortar, em inglês).

Neste artigo explicaremos o que é a automutilação, a razão pela qual adolescentes fazem isso e o que os pais podem fazer para ajudar seus filhos.

O que é a automutilação?

Automutilação é o ato intencional de infligir dor física ao corpo. Esta lesão pode incluir qualquer coisa, como cortar, queimar, golpear, morder ou outras diversas formas. Isso é feito a ponto de danificar os tecidos moles.

Uma forma comum de lesão corporal é o corte (cutting). O corte é o ato de ferir propositalmente o corpo com um objeto pontiagudo, rasgando a pele e fazendo-a sangrar. Apesar de alguns adultos recorrerem ao cutting como uma forma de automutilação, este tipo de ação prevalece em adolescentes.

Quando um adolescente se corta, normalmente faz isso nos braços, pulsos, pernas ou região do abdome. As feridas acabarão por cicatrizar, deixando cicatrizes.

Muitos dos que provocam danos em si mesmo ou se envolvem em ações de cutting mantêm suas cicatrizes e cortes ocultos. Alguns podem viver com cicatrizes sem que ninguém saiba que o ato foi cometido.

Além de se cortar, os adolescentes também podem participar de outros comportamentos de auto-agressão. Um exemplo bem popular é a marcação. Adolescentes podem usar o final de um cigarro ou fósforo aceso para queimar a própria pele.

Formas mais sutis de auto-agressão incluem outros atos como morder ou arrancar a pele. Há adolescentes quem arrancam o próprio cabelo, por exemplo. Todos esses atos, quando destinados a causar dano em si mesmo, são considerados automutilação.

Por que adolescentes se automutilam?

Apenas o adolescente sabe o real motivo pelo qual ele está se cortando. Mas sabemos que um dos principais gatilhos do comportamento de auto-agressão é o estresse.

Anúncio

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Nós supomos que você está de acordo com isso, mas você pode sair, se desejar. Aceitar Leia Mais